Combustível de qualidade é no Posto Potencial,o Posto do Fabinho
Tudo que você precisa para construir,reformar ou ampliar,no Depósito Pereira tem e com estrutura para atender toda a Região Vale do Ivaí
Quando precisar de serviços de Serralheria,então procure quem entende, JR SERALHERIA
O recanto dos amigos também é pesque e pague e pesca esportiva..Bairro 200 alqueires bem pertinho do Rosi Cerqueira.
O material elétrico e para acabamentos da sua construção, você encontra com preço bom na Ivaluz Materiais para Construção
HIGIENIZAÇÃO E MANUTENÇÃO NO AR CONDICIONADO É COM A ACM AR CONDICIONADO
CORAGEM, DETERMINAÇÃO E OUSADIA,ESTA É A MARCA DA FÁBRICA DE MÓVEIS PÔR DO SOL
ANUNCIE AQUI,O RETORNO É GARANTIDO
Gravações de Vídeos e Diagramação

quinta-feira, 30 de março de 2017

Moro condena Eduardo Cunha a 15 anos de prisão na Lava Jato

Da Gazeta do Povo
O juiz federal Sergio Moro condenou nesta quinta-feira (30) o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB) a 15 anos e quatro meses de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas. O ex-deputado está preso no Paraná desde outubro do ano passado.
Moro também condenou o ex-deputado a pagar uma multa de R$ 1,1 milhão pelos crimes pelos quais foi condenado. Pela sentença de Moro, Cunha perde os direitos políticos pelos próximos 30 anos
Segundo a sentença de Moro, Cunha recebeu US$ 1,5 milhão de dólares em propina em contas no exterior por contratos da Petrobras. As contas no exterior, inclusive, foram o motivo da cassação de Cunha depois de responder a um processo no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar. Ele foi acusado de mentir aos colegas na CPI da Petrobras ao dizer que não possuía contas no exterior.

“A lavagem, no presente caso, envolveu especial sofisticação, com a utilização de não uma, mas duas contas secretas no exterior, em nome de trusts diferentes, com transações entre elas, inclusive com fracionamento quando do recebimento do produto do crime para dificultar rastreamento”, diz Moro na sentença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário