terça-feira, 4 de abril de 2017

Mandaguari-Polícia Civil prende advogado suspeito de extorsão e supressão de documentos

Do Portal Agora
Na tarde de segunda-feira (3), por volta de 16h, a Polícia Civil de Mandaguari efetuou a prisão do advogado Robson Cavalcante Gondaski. Ele foi detido em flagrante após receber R$ 21 mil de um proprietário de uma transportadora de Londrina para que entregasse documentos pertencentes à empresa e que supostamente estariam sendo retidos pelo advogado em seu escritório.
De acordo com a vítima, um primo do advogado, que trabalha em uma empresa terceirizada que presta serviços à transportadora, acabou entregando a Gondaski os documentos pertencentes à empresa para que ele negociasse com a vítima uma quantia para a devolução. Os papéis em questão se tratavam de notas de entregas que a transportadora deveria receber de outras empresas. A retenção dos documentos causaria prejuízo de aproximadamente R$ 70 mil à transportadora, segundo informações da Polícia Civil.
Informações apontam que antes da suposta extorsão Gondaski havia protocolado uma ação de cobrança para justificar o ato caso algo desse errado, e ainda teria tentado fazer um contrato. Após receber voz de prisão, o advogado foi encaminhado à 55ª Delegacia de Polícia Civil de Mandaguari, onde foi colocado à disposição da Justiça e alojado em uma ala separada dos demais detentos.
Família refuta acusação
Em contato com a reportagem do PortalAgora.com, familiares de Gondaski negaram que ele tenha extorquido alguém, alegaram que a prisão teria ocorrido de forma equivocada e afirmaram que a inocência do acusado será provada nos tribunais. “Ele não tem culpa e a prisão foi injusta e irregular”, disse uma pessoa ligada à sua defesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário