Combustível de qualidade é no Posto Potencial,o Posto do Fabinho
Tudo que você precisa para construir,reformar ou ampliar,no Depósito Pereira tem e com estrutura para atender toda a Região Vale do Ivaí
Quando precisar de serviços de Serralheria,então procure quem entende, JR SERALHERIA
O recanto dos amigos também é pesque e pague e pesca esportiva..Bairro 200 alqueires bem pertinho do Rosi Cerqueira.
O material elétrico e para acabamentos da sua construção, você encontra com preço bom na Ivaluz Materiais para Construção
HIGIENIZAÇÃO E MANUTENÇÃO NO AR CONDICIONADO É COM A ACM AR CONDICIONADO
CORAGEM, DETERMINAÇÃO E OUSADIA,ESTA É A MARCA DA FÁBRICA DE MÓVEIS PÔR DO SOL
ANUNCIE AQUI,O RETORNO É GARANTIDO
Gravações de Vídeos e Diagramação

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Governo do Paraná consegue liminar e deixa de fornecer remédio para fibrose pulmonar

Da Gazeta do Povo
O governo do estado conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça que acaba com a obrigação de fornecer o medicamento Nintedanib a pacientes com fibrose pulmonar idiopática (FDI). O remédio pode custar mais de R$ 20 mil mensalmente. Também conhecida como Ofev, a medicação vem normalmente em caixas com 60 cápsulas.
O governo paranaense alega que os custos com o Nintedanib são muito altos. Caso todas as pessoas que precisam do remédio entrassem com uma ação o valor anual, segundo o documento, seria de R$ 4 milhões. “Para evitar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia públicas”, o governo pediu a suspensão de várias liminares de pessoas com FDI. E conseguiu.
O remédio Nintedanib faz com que o processo de cicatrização se torne mais lento, diminuindo a progressão da doença. “Embora prolongue a sobrevida dos pacientes, a droga em questão não apresenta diferenças significativas quando comparada com medicamentos alternativos”, diz a liminar.
A decisão foi tomada dia 18 de julho pelo desembargador Renato Braga Bettega, presidente do Tribunal de Justiça. O Ministério Público deve recorrer ainda nesta semana da decisão do TJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário