sábado, 20 de outubro de 2018

André Vargas é solto em condicional

Ele foi o primeiro político condenado em um processo decorrente da Operação Lava Jato
O ex-deputado federal André Vargas, que foi filiado ao PT, deixou a prisão na tarde desta sexta-feira (19) no Complexo Médico Penal (CMP),  em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Vargas cumpriu três anos e meio de prisão, mais de um terço da pena a que foi condenado, e agora está em liberdade condicional por bom comportamento carcerário e por opter proposta de trabalho. André Vargas, que foi vice-presidente da Câmara Federal, recebeu uma pena de pouco mais de 13 anos e dez meses de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele foi o primeiro político condenado em um processo decorrente da Operação Lava Jato.
Em nota, as advogadas de Vargas, Nicole Trauczynski e Elisa Blasi, dizem que a liberdade é uma decisão judicial acertada, depois do cumprimento de todos os requisitos legais e inúmeras demandas judiciais resultantes de lacunas do sistema de execução penal. A decisão é da juíza Luciani de Lourdes Tesseroli Maronezi, da 2.ª Vara de Execuções Penais de Curitiba. Bem Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário