sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Homem é preso por ameaçar médico e equipe em clinica de Apucarana

Homem é preso por ameaçar médico e equipe em clinica de ApucaranaA central de operações da policia militar, na manhã desta quinta-feira (18), ordenou o deslocamento da equipe  a Rua Desembargador Clotário Portugal, no Espaço Saúde e Segurança do Trabalho), pois no local o médico de 71 anos, afirmava estar sendo vítima de ameaças por parte do homem de 34 anos.Os policiais no local, foram recepcionados pelo médico e outros funcionários da clinica, os quais estavam nervosos e passaram a relatar que a mais de um mês a equipe profissional vem sendo ameaçada verbalmente pelo homem de 34 anos, tanto pessoalmente como por meio de ligações e redes sociais.Ameaças tais que ocorre por meio de tais frases: “vocês vão ter que dar um jeito na minha situação, de um jeito ou de outro” “essa cidade é muito pequena eu sei aonde vocês frequentam” “eu não tenho medo de tomar outras medidas, eu vou fazer o que for preciso, porque se eu for pra cadeia vai ser pra comer e dormir mesmo”. Em dias anteriores o doutor estava no interior do consultório da referida clinica, quando o detido adentrou a sala sem autorização, trancou a porta, e passou a gritar e demonstrar hostilidade contra o medico, sendo que para cessar o fato outros funcionários tiveram que arrombar a porta para evitar que algo pior ocorresse, tendo em vista que homem estava impedindo a saída do médico. Ontem a funcionaria estava chegando no serviço quando foi novamente ameaçada pelo detido, com tal frase : ”vou matar todos vocês”. Desde que as ameaças começaram esta ocorrendo um grande transtorno para o serviço, haja vista a insegurança que os funcionários estão sentindo e o fato de que o portão está tendo que permanecer fechado, para coibir a entrada repentina do autor das ameaças. Após a coleta das informações o ator foi abordado pela equipe policial nas proximidades da “Praça do 28” e posteriormente as parte foram encaminhadas até o cartório PM para lavratura de termo circunstanciado. No cartório da PM ao ser realizado a identificação dos envolvidos, os noticiantes não repassaram os dados pessoas (endereço residencial) relatando que o acusado está tendo acesso aos boletins de ocorrência e indo até a residência das vítimas para proferir ameaças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário