Cigarros no Havaí: proibidos para menores de 100 anos

Uma proposta de lei recém-apresentada no Havaí quer limitar o acesso ao cigarro apenas à população mais velha do arquipélago – e põe mais velha nisso.A proposta é impor um limite progressivo de idade para a compra de cigarros. Se aprovada, a lei passa a valer no ano que vem. De acordo com o texto original da proposta, em 2020 apenas pessoas de 30 anos poderiam comprar um maço na banca.No ano seguinte, idade mínima sobe para 40 anos. E os aumentos seguem assim até 2024, quando a idade mínima será de 100 anos.O objetivo, claro, é reduzir pouco a pouco o mercado consumidor de cigarros, e desincentivar o uso especialmente entre a população mais jovem, até tornar o negócio inviável.A proposta, vale acrescentar, dificilmente vai ser aprovada no original, sem nenhum tipo de alteração. É possível que o texto final torne essas mudanças mais gradativas de ano para ano – aumentar a “maioridade cigarral” de 10 em 10 anos, afinal, está longe de ser uma medida com a qual a população que já fuma no Havaí possa se acostumar com facilidade.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.