Direção Aguinaldo e Rose
A LOJA DO TAVINHO
NA SAÍDA PARA FAXINAL
DESDE 1963 JUNTO COM VOCÊ
ENTREGAS E ORÇAMENTOS PARA TODO O VALE DO IVAÍ
PERFUMES DA NATURA
DIREÇÃO DO TIAGO E CARLA
ESTE PRODUTO VOCÊ ENCONTRA NA AGRÍCOLA VASSOLER
AO LADO DO HOSPITAL MUNICIPAL
DIREÇÃO DO AMIGO WESLEY E CAROL
EM FRENTE AO SICREDI
QUALIDADE,BOM PREÇO E HONESTIDADE
NA SAÍDA PARA KALORÉ
CARROS PERICIADOS E DE PROCEDÊNCIA

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Ônibus de turismo podem voltar a circular em Aparecida

Segundo o decreto, a entrada dos veículos de grande porte pode acontecer a partir de 15 de outubro, próxima quinta-feira


A Prefeitura de Aparecida, em decreto publicado na tarde desta terça-feira (13) (nº 4781), liberou a entrada de ônibus de turismo na cidade após mais de seis meses de proibição devido o avanço da pandemia do novo coronavírus. Segundo o decreto, a entrada dos veículos de grande porte pode acontecer a partir de 15 de outubro, próxima quinta-feira.

Como a região do Vale do Paraíba avançou para a Fase 4 – Verde do Plano São Paulo de retomada da economia, alguns setores também tiveram outras flexibilizações como para os bares, restaurantes e similares, que podem funcionar por 12 horas no dia. O texto diz que o horário máximo para se manterem abertos é o das 23h e com capacidade máxima de 60%.

As academias e espaços de ginástica também poderão funcionar por 12 horas no dia, até às 22h, escolhendo o período, e deixando o horário visível aos clientes na porta dos estabelecimentos. Os esportes coletivos ou de contato físico, as centros poliesportivos e quadras esportivas ainda não podem funcionar, sendo que uma nova análise para retorno dessas atividades acontecerá em 14 dias.

Os pontos de turismo como museu, aquário e similares podem funcionar com capacidade máxima de 60% e utilização de máscara e álcool em gel. Os bondinhos podem funcionar com capacidade máxima de 04 pessoas, desde que da mesma família. A ampliação da capacidade máxima também vale para as celebrações religiosas do Santuário Nacional e outros templos da cidade, que passam a poder contar com 50% da capacidade de ocupação.

Uma alteração importante ocorre no funcionamento dos hotéis, pousadas e similares que devem seguir agora as regras sanitárias do Protocolo dos Meios de Hospedagem do Plano São Paulo, podendo hospedar até 60% da sua capacidade, além da liberação das piscinas. Vestiários e saunas continuam proibidos de serem utilizados.

Todos os estabelecimentos que constam no decreto devem afixar na porta de entrada, em local visível, placa informativa com horário de atendimento ao público, uso obrigatório de máscaras e orientação de distanciamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário