sexta-feira, 7 de maio de 2021

Faxinal amplia vacinação para pessoas de 55 a 59 anos com comorbidades


A Secretaria Municipal de Saúde de Faxinal, começa a partir da próxima segunda-feira, 10, a vacinar pessoas com comorbidades elencadas como prioritárias pelo Ministério da Saúde. Os primeiros a ser vacinados serão os da faixa etária de 55 a 59 anos, que serão recebidos no Posto de Saúde Central ao longo da semana, em ordem decrescente de idade.

A nova etapa amplia o alcance da população com doenças preexistentes, portadores de cardiopatias, diabetes e obesidade grave, condições que respondem pelos maiores índices de morte quando associadas à Covid-19.

Serão vacinados nesta primeira fase pessoas com doenças listadas nos postos de saúde do município e com base nos critérios definidos pelo Ministério da Saúde, ou seja, anemia falciforme, doença cerebrovascular, hipertensão arterial (estágio 1 e 2 com lesões de órgão-alvo ou doenças associadas; estágio 3; e Resistente-HAR), pneumopatias graves crônicas, cirrose hepática, doença renal crônica.

Além desses, estão incluídos os pacientes imunossuprimidos (transplantados, pessoas vivendo com HIV, pessoas que usam imunossupressores ou com imunodeficiências primárias, doenças reumáticas sistêmicas em atividade e pacientes oncológicos com tratamento realizado nos últimos seis meses, entre outras condições) e os que têm síndrome de Down.Conforme do secretário de Saúde, Fernando Decarle Campos, a vacinação nesta fase não será como há anteriormente, vacinando todas as pessoas.“Vamos vacinar as pessoas de 59 anos com comorbidades e de 58, 57, e assim sucessivamente. Aquelas com síndrome de Down e gestantes, nós já temos o cadastro, que não é tão grande assim, então, fica mais fácil a vacinação”, concluí Campos.

O secretário enfatiza ainda que, quem tem 59 anos abaixo e apresenta alguma comorbidade, deve procurar o Posto de Saúde com seus documentos e carteirinha comprovando o recebimento de medicamentos, ou carta do especialista.As condições de saúde devem ser comprovadas com apresentação de laudo médico (original e cópia) de vacinação.

Assim como os diabéticos, os hipertensos que não tiverem laudo, podem apresentar receita médica em papel oficial do SUS ou da rede privada de saúde.Documentos necessário.Síndrome de Down  Declaração do profissional de saúde de trissomia do cromossomo 21.Doença renal crônica em diálise  Cadastro e em tratamento (hemodiálise; diálise peritoneal).Pessoa com comorbidade e Deficiência Permanente 55 a 59 anos: cadastradas no PBPC e constante na lista fornecida pela Secretaria de Assistência Social, ou outro documento comprobatório. (Fonte:Tribuna Digital)

Nenhum comentário:

Postar um comentário